Quais as características e responsabilidades de um gestor

características e responsabilidade de um gestor
As características e responsabilidades de um gestor

Quais as características de um bom gestor? E suas responsabilidade? Essa é a dúvidas de muitos profissionais que ambicionam esta posição.

Isso também se deve à alguma referência profissional, nesta posição, com a qual você conviveu e lhe causou alguma impressão, positiva ou negativa.

O gestor possui um papel de grande responsabilidade e destaque no ambiente profissional, ainda mais com a enorme competitividade existente no mercado de trabalho.

E este papel se torna ainda mais crítico pois se reflete não apenas sobre seu trabalho, mas também nos resultados de seus colaboradores e demais áreas de um negócio.

Por isso é muito importante compreender o papel deste profissional, quais as suas responsabilidade e quais desafios ele deverá enfrentar.

O gestor

Se for utilizada a referência apontada por dicionários o gestor deve ser visto como um facilitador.

O gestor possui o dever de planejar estratégias que aumente e fortaleça a cadeia de produtividade de um negócio, sem deixar que o cumprimento das tarefas deixe de ser prazeroso. 

O gestor precisa apresentar uma visão muito ampla em relação ao negócio, elaborando maneiras de interligar áreas distintas com foco no alcance dos melhores resultados.

Em função disso, recai sobre o gestor a responsabilidade de administrar as questões de relacionamento interno entre seus colaboradores.

Cabe a ele também a necessidade de refletir sobre a cultura e clima organizacionais, já que o bem-estar dos colaboradores interfere, positiva e negativamente, nos resultados da empresa.

Principais características de um gestor

O gestor possui um perfil bem semelhante ao de um líder, logo a presença desse perfil será constante em suas atividades, sem que necessariamente você ocupe um cargo de liderança.

Como principal ponto de atenção, um gestor deve se pautar pelo exemplo, pois a influência positiva sobre os demais colabores pode ser facilitada.

Além da exemplo, existem mais 4 características fundamentais para  que se cumpra com êxito a função de gestor.

Disciplina

Não é uma regra, mas normalmente os gestores, naturalmente são associados a posição de líderes.

E por isso a disciplina é exigida em altos níveis. O profissional deve sempre se automotivar, além de prezar por pelas boas técnicas na sua gestão de tempo e de seus liderados.

Ainda falando em disciplina, ela será melhor administrada se você apresentar maturidade profissional, ser proativo e utilizar consistentemente a sua inteligência emocional.

Foco em metas

A fácil mensuração das metas pessoais, dos colaboradores e da empresa é um dos principais critérios analisados para definir se um profissional é um bom gestor ou não.

Logo o trabalho deve estar associados a metas e como forma de facilitar sua implantação, o uso da metodologia SMART pode ser um facilitador.

Fique atento pois além das especificações da metodologia SMART, as metas precisam ser totalmente alinhadas aos objetivos do negócio, lhe agregando valor.

Capacidade de trabalhar em equipe

Esta é uma das características mais difíceis e peculiares de se exercitar, pois exigirá do profissional sensibilidade em nível elevado para identificar as necessidade de trabalho de seu time.

Alguns segmentos priorizam o trabalho em equipe, enquanto outros se pautam pelo trabalho individualizado.

Caberá ao profissional valorizar as conquistas de seus colaboradores, garantindo que o seu trabalho possui reflexo nesses resultados e que o trabalho de seu time também reflete no seu.

O gestor precisa saber e gostar de trabalhar em equipe, delegando tarefas e responsabilidade. Além disso precisa também demonstrar confiança em seus time

Olhar estratégico

Por ser majoritariamente focada nos resultados, a posição de gestor exigirá como característica de extrema relevância o olhar estratégico.

A cobrança por aprimoramento de resultados, aumento de produtividade e elevação da moral dos colaboradores será constante.

Por isso o bom conhecimento sobre os processos da empresa, trabalhando sobre uma cultura organizacional focada em feedbacks são o caminho mais apropriado.

Desafios mais frequentes

A atenção aos detalhes é fundamental no papel de um gestor, bem como seu amplo conhecimento em relação a processos e rotina dos colaboradores de uma organização.

E em função disso este profissional pode se deparar com desafios peculiares e arrojados.

Contratações e demissões

Contratações e demissões são responsabilidade, não exclusivas, de um gestor, contando ou não com a parceria do RH.

E para o exercício desta tarefa são necessárias várias responsabilidades.

Ao definir uma contratação é necessário estabelecer critérios como o grau de compatibilidade e alinhamento do contratado com a empresa e demais colaboradores.

Nos casos de demissão é necessário pensar em como realizá-la da maneira mais positiva para o colaborador, gestor e empresa, utilizando de comunicação assertiva e sem a presença de violência.

Lançar de mão de avaliações e feedbacks aplicados e as métricas de desempenho é fundamental.

Aplicação de feedback

A aplicação de feedback é um dos momentos em que os colaboradores mais geram expectativa em torno de um gestor, 

É essencial que este momento se torne corriqueiro e seja integralmente incorporada a cultura organizacional para a manutenção da motivação dos funcionários.

Aqui a transparência deve prevalecer. Procure valorizar seus colaboradores e torne o feedback um momento de compartilhamento de informação construtiva.

Isso facilitará as possibilidade de crescimento e melhoria, tanto do colaborador, quanto do gestor.

Gerenciamento de conflitos na equipe

Os conflitos são comportamentos frequentes em equipes de trabalho. Logo o gestor precisará saber lidar com eles nos mais diferentes níveis.

As diferenças podem ocorrer quando abordado temas como pessoas com valores, habilidades experiências distintas, estratégias e até mesmo orçamento.

É necessário definir bem a divisão de tarefas e responsabilidades, através de processos bem estabelecidos e hierarquia transparente.

A comunicação assertiva, mais uma vez, pode se tornar um grande diferencial.

Estresse

O esgotamento mental e até mesmo físico é presença constante na vida dos gestores.

O trânsito por diferentes áreas indu o profissional a realizar diversas atividades simultaneamente, nem sempre logrando êxito em todas.

Aqui o profissional precisa ter desenvolvida a habilidade de delegar responsabilidades e tarefas.

A definição de limites para o seu trabalho também é considerada um facilitador.

Não abra mão de seus momentos de lazer, pois eles terão efeito muito positivo sobre sua rotina de trabalho.

Agora que você compreendeu detalhadamente o papel, as responsabilidades e os desafios enfrentados pelos profissionais de gestão é o momento de decidir se este é o caminho que você deseja seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *