Gestão de pessoas – como desenvolver a arte de liderá-las

Gestão de pessoas - a arte da liderança
Gestão de pessoas – a arte da liderança

O que seria de uma equipe sem a gestão de pessoas?

Imagine uma empresa com metas agressivas definidas, e no momento de iniciar a busca por essas metas, perceber que os integrantes de cada time está caminhando para um lado?

Evidentemente não haverá qualquer possibilidade de alcance desses resultados.

Aí entra a gestão de pessoas, que definiremos a seguir. E também listamos algumas dicas para sua boa prática.

O que seria a gestão de pessoas?

A gestão de pessoas é um conjunto de técnicas, habilidades e metodologias que busca a administração e potencialização do capital humano das empresas.

A gestão de pessoas se tornou uma metodologia imprescindível no cotidiano das empresas, pois com a evolução da sociedade, os funcionários não podem mais ser vistos apenas como engrenagens de um motor, e ao primeiro sinal de problema, trocar a engrenagem.

Como praticar a gestão de pessoas?

A boa prática de gestão de pessoas começa com a consciência dos líderes de que estão lidando com pessoas, ou seja, nem sempre tudo o que for planejado será executado conforme o que está no papel.

É necessária muita flexibilidade para lidar com os diferentes tipos de comportamentos presentes nos seus liderados.

Mas uma boa forma de iniciar a gestão de pessoas é seguir os seguintes pilares:

Motivação

A motivação é o combustível para os demais pilares, sendo considerado o principal.

Qualquer empresa precisa do esforço de cada indivíduo para que o ocorra seu crescimento e sustentação. E sem motivação esse esforço não ocorrerá.

Sem motivação, os funcionários terão sua produtividade afetada, não conseguindo se dedicar da maneira que a empresa precisa e da forma que este funcionário acredita que possa se dedicar.

A motivação pode ocorrer através de incentivos econômicos, a missão da empresa, plano de carreira e desafios que sejam propostos.

Mas para que isso ocorra é necessário que tanto funcionário quanto empresa demonstrem seus interesses para que a convergência necessária venha a tona.

Visando garantir a motivação dos funcionários procure se pautar nas seguintes práticas:

Metas

Francione as metas da empresa. Cada departamento e cada colaborador devem ter metas específicas, mas diretamente ligadas às metas da empresa.

Quando um funcionário percebe a semelhança e proximidade de suas metas com as da empresa, naturalmente ele se sente mais motivado.

Transparência

Torne transparentes os processos seletivos. Esse processos devem ser pautados por aquilo que os gestores buscam para suas empresas.

Feedback

Pratique o feedback de maneira individual e periodicamente. A individualidade se faz necessário pois cada colaborador possui um comportamento e também não deve ser exposto.

A periodicidade também é ponto crítico, pois existem colaboradores que necessitam de um acompanhamento constante, enquanto outros conseguem atuar com uma menor frequência de feedbacks.

Meritocracia

Lance mão da meritocracia. Reconhecimento de funcionários com resultados desejados alcançados, independentemente dos cargos que ocupam, com certeza é uma força motivadora importantíssima.

O reconhecimento pode vir de diversas formas, como promoções, prêmios, reajuste salarial, treinamentos específicos, bônus e assim sucessivamente.

Processo de comunicação

O processo de comunicação é a linha tênue na relação entre colaborador e empresa. Uma falha nesse processo pode colocar a perder toda e qualquer estratégia estabelecida para esta relação.

É fundamental que ocorra uma integração entre colaboradores, departamentos e a empresa como um todo, pois evitará mal entendidos e permitirá o tráfego fácil de informações.

Para que o processo de comunicação se estabeleça da melhor maneira siga os seguintes passos:

Adote softwares de comunicação interna, que facilitará a comunicação entre os colaboradores do mesmo time, e principalmente, de outras áreas, garantindo a fluidez no tráfego de informações.

Opte por uma forma comum de realizar a comunicação de coisas rápidas.

Pode parecer besteira, mas a padronização deste tipo de comunicação pode evitar, por exemplo, o esquecimento de emails na caixa de entrada dos colaboradores, impedindo que assuntos importantes fiquem sem resposta ou que o retorno ocorra tardiamente.

Seja direto ao passar funções para os colaboradores que estão designados à ela.

Ao fazer isso você evitará que ocorram atrasos na entrega da informação e por consequência no cumprimento do prazo.

Trabalho em equipe

Você se lembra do fracionamento das metas citados no pilar motivação?

Ele possui total influência sobre o trabalho em equipe, pois precisa manter total integração.

Determinar uma meta individual para um colaborador sem nenhuma integração com as metas da empresa, é jogar no lixo o futuro desta empresa.

Esta ação incita inicialmente uma competição entre departamentos, levando, posteriormente, as equipes à deixar o objetivo coletivo totalmente de lado.

Melhorando o trabalho em equipe

Algumas formas de melhorar o trabalho em equipe são:

Faça uso de softwares de gestão de tarefas. Esse tipo de ferramenta permite que cada colaborador saiba sua responsabilidade no todo e principalmente, passam a entender que não podem deixar de lado sua atividade.

Crie grupos de trabalho, mas focados no projeto e não nas afinidades entre seus integrantes.

O objetivo é fazer com que o projeto esteja sob a responsabilidade de todos nos grupos.

Estabeleça reuniões para acompanhamento do trabalho. O ideal é que sejam reuniões semanais, no início ou final da semana, com duração máxima de 30 minutos, para que todos saiba em que etapa o projeto se encontra e também os esforços de todos os envolvidos.

Desta forma o ambiente se torna motivador e permite maior sinergia entre os colaboradores.

A dedicação ao trabalho é extremamente importante, mas não é somente de trabalho que se vive.

Neste momento é importantíssimo o gestor estabelecer momentos de descontração, preferencialmente fora do ambiente de trabalho.

Os momentos de lazer são recomendados para criação de uma maior interação pessoal. Recomenda-se um happy hour, cinema, teatro, show, um churrasco.

Tudo o que permita aos colaboradores se enxergar como pessoas e não somente como profissionais em algum trabalho.

Competência e conhecimento

Para que as competências e conhecimentos dos colaboradores cresçam e se fortaleçam é necessária a existência de um espaço onde todos possam, gradativamente, dar vazão a esse crescimento.

Isso também só será possível se as equipes forem formadas por excelentes profissionais.

E é a partir de processos seletivos sólidos e transparentes que essas equipes são construídas.

Nesse sentido o feedback se torna ferramenta fundamental e também as seguintes ações:

Avalie o desempenho de seus colaboradores com base nos conhecimentos de cada um. Cada competência deve ter o seu devido peso. Não se esquecendo que este processo deve ser periódico.

Os processos seletivos precisam ter a devida importância. Conforme sua equipe for se reestruturando, com a saída de alguns para novas vagas e a chegada de novos colaboradores para cobertura das vagas abertas, é sua função como gestor, garantir que a excelência do time seja mantida.

Trazer profissionais do mesmo nível ou de nível maior, com relação ao colaboradores que saíram é essencial.

Desenvolvimento e treinamento

O último pilar da boa gestão de pessoas. Vale ressaltar que sem o constante desenvolvimento e crescimento da empresa, ela morre.

E para garantir a vivacidade da empresa, nada melhor que o treinamento de seus colaboradores.

Lembre-se que se não houver um equilíbrio quanto a satisfação dos colaboradores e da empresa em sua relação, tudo se perde.

O desenvolvimento e treinamento pode ser abordado das seguintes maneiras:

Identifique quais são os treinamentos que mais chamam a atenção de seus colaboradores, e procure dividi-los em duas frentes.

Treinamentos comportamentais, voltados para as características dos colaboradores, e treinamentos técnicos, voltados para as habilidades dos colaboradores em determinadas ferramentas presentes em suas atividades.

Sempre considere a demanda e necessidade do trabalho e sua equipe para organização dos treinamentos, e garanta sua periodicidade, pois apenas um treinamento não será suficiente para o desenvolvimento e crescimento do time e da empresa.

Aos seguir as orientações dispostas nos 5 pilares será possível você desenvolver um bom trabalho com seu time e transformá-lo em um time de alta performance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *